Caros delegados,

Conheça um pouco mais sobre a equipe do Conselho dos Direitos Humanos (2017), além das suas motivações e experiências com o projeto MINIONU:

gui

Bem vindos senhores delegados! É um imenso prazer fazer parte deste comitê e colocar em prática um projeto que visa o melhor ambiente possível pra que essa experiência seja marcante na vida dos senhores. Meu nome é Guilherme Felipe Jordão, tenho 20 anos de idade e estarei no sexto período do curso de Relações Internacionais da PUC-MG durante o 17º Modelo Intercolegial das Nações Unidas (MINIONU). O Meu primeiro contato com o projeto fora no ano de 2014 ao participar da comemorativa 15ª edição MINIONU enquanto voluntário interno do inédito Comitê sobre a Guerra do Peloponeso (CGP (421 a.C.)), no qual acompanhei de perto as discussões de análise internacional já presentes na Grécia Antiga.

No ano seguinte, como Diretor Assistente do comitê “ACNUR (2015): Os apátridas e a busca por uma identidade”, pude ter uma experiência que me deu uma diferente perspectiva sobre o MINIONU e me motivou positivamente para dar um passo a mais e me tornar um dos 19 Diretores desta 17ª edição MINIONU. Com esta decisão, pretendo repercutir o direito que todo indivíduo deve ter de liberdade religiosa independente do seu país, compreendendo, também, os limites a estes indivíduos a fim de promover tolerância e garantir que a Declaração Universal dos Direitos Humanos seja respeitada acima de tudo.

 Aguardo ansiosamente os senhores para realizarmos esse projeto juntos. Recebam o meu abraço e vejo vocês em breve!

12969300_549522418561610_1793003355_n

Olá senhoras e senhores. Meu nome é Nathália Braga Porto e vou participar da 17ª edição do MINIONU como Diretora Assistente do comitê CDH 2017. Tenho 21 anos e estarei no 6º período do curso de Relações Internacionais durante esta seguinte edição do projeto.

Minha primeira oportunidade de participar do MINIONU ocorreu ano passado como voluntária de logística. Devido à engrandecedora experiência obtida no projeto, esse ano quis dar continuidade ao mesmo, mas desta vez com a experiência de participar dentro de um comitê, podendo conhecer melhor regras e normas da própria Organização das Nações Unidas no âmbito do Conselho dos Direitos Humanos, além de vivenciar o debate cujo tema será sobre a liberdade religiosa e os seus limites.

Conto com vocês para a realização de mais uma edição incrível do MINIONU. Até outubro, delegados e delegadas!

Marcos apresentação

Olá senhores delegados. Meu nome é Marcos Toledo e tenho 18 anos. No 17º MINIONU, edição na qual serei Diretor Assistente do comitê CDH 2017, estarei cursando o 3º período de Relações Internacionais. Estou ansioso e esperançoso para essa nova edição, pois já sei que será carregada de ótimas experiências e conhecimentos.

Esta vai ser a minha segunda participação no MINIONU, sendo a minha primeira vez como Diretor Assistente, tornando desta uma nova experiência para mim e que me faz muito feliz de poder vivê-la com vocês. Participei como voluntário da logística na edição anterior, e foi uma experiência incrível. Este ano, optei por conhecer o lado interno dos comitês, aprender mais como os mesmos funcionam e aprofundar no tema sobre as liberdades religiosas e os seus limites, que será de imensa importância e aprendizado.

Espero que possam sentir todo nosso amor e esforço para com o projeto. Sejam bem-vindos senhores delegados e até outubro!

14269302_1190337747704123_57697891_n

Olá senhoras e senhores delegados! Meu nome é Ana Carolina Campos e serei uma dos três voluntários do comitê CDH (2017): “A Liberdade Religiosa e seus limites”.

No geral, essa será a minha quarta participação no evento, já que durante todo o meu ensino médio tive a oportunidade de participar das simulações: em 2013, fui delegada da Índia no comitê UNODC, o qual tinha como tema o tráfico humano. Em 2014, no Primal Times, cobri tudo o que acontecia no Conselho de Segurança das Nações Unidas, o qual discutia o incessante conflito entre Israel e Palestina. Finalmente, em 2015, representei a Estônia, no comitê ACNUR (2015): “Os apátridas e a busca por uma identidade”. Esse ano, como aluna do segundo período de Relações Internacionais da PUC-MG, venho como voluntária interna do CDH (2017) na busca de vivenciar o outro lado desse ambiente diplomático em que ficamos inseridos durante quatro dias.

O tema, que sempre foi pertinente em todos os cantos do mundo, se tornou o enfoque de várias discussões há pouco tempo, devido a inúmeros acontecimentos felizes e infelizes decorrentes em escala mundial. Acredito que discutir sobre liberdade, direitos e deveres, dentro de uma cultura e sua religião, seja de extrema importância para compreender mais o próximo e tentar, assim, fazer do mundo um local mais tolerante. Minhas expectativas para o comitê não poderiam ser melhores, já que o tema com certeza vai trazer grandes aprendizados por todos os lados.

Espero poder ajudá-los no que for preciso e necessário, fazendo de tudo para que esse seja o melhor comitê que vocês participarão! Que possamos realizar esse projeto incrível juntos. Vejo vocês em breve!

 13010633_1162594997124890_4864853956665755444_n

Olá senhoras e senhores. Meu nome é Gabriel de Oliveira Bitarães, tenho 18 anos e estarei no 1° período do curso de Relações Internacionais durante o evento. É com imensa satisfação que terei o privilégio de participar como voluntário da 17° edição do MINIOUNU, edição em que, oportunamente, vivenciarei a discussão sobre liberdade religiosa no âmbito do CDH.

Esta é a primeira ocasião em que serei um dos contribuintes e  participante da organização do evento, o que me viabilizará significativo engrandecimento, bem como me promoverá certa proximidade com as negociações e discussões que serão estabelecidas pelos senhores e senhoras. Anteriormente, já tive o ensejo de participar de outros modelos intercolegiais, o que me proporcionou conhecimentos irreparáveis e de grande valia, além de ter sido o meio que me despertou a participação em outros eventos como tal.

Acredito na boa fluência e proveitosos dias de evento em outubro. Conto com a colaboração dos senhores, pois o evento é rotulado como o maior da América Latina devido a contribuição e presença de todos vocês. Já estou ansioso para iniciarmos as atividades! Outubro que chegue logo! Boa preparação!

14256593_1053912531391031_1364071053_n

Olá senhoras e senhores delegados!  Meu nome é Túlio, tenho 18 anos e curso o 2º período de Relações Internacionais na PUC-MG. Nesta 17ª edição do MINIONU estarei atuando como voluntário do CDH (2017): A liberdade religiosa e seus limites. Espero que a experiência de participar de um modelo de simulações do porte do MINIONU seja muito valiosa para todos. Assim como muitos de vocês, tive a oportunidade e participar de simulações na escola, no Ensino Fundamental e Médio, que abriram minha mente para o mundo das Relações Internacionais. As simulações também me ajudaram a melhorar minha habilidade de falar em público e a lidar com a minha timidez no geral.

            Já com esta bagagem, não hesitei em me inscrever para ser voluntário no projeto, e fiquei extremamente feliz ao ser selecionado para voluntário de comitê. O tema liberdade religiosa é de muita importância no cenário internacional atual, e devido a isso, as discussões têm tudo para serem muito válidas e construtivas.

Assim, espero conseguir ajudar a tornar a experiência de todos vocês ainda mais sensacional, com muito aprendizado. Sejam bem-vindos ao 17º MINIONU senhoras e senhores delegados, e até outubro!

 

Anúncios